VIAGEM CULTURAL

ANDALUZIA - Sevilha, Córdoba e Granada - De 01 a 06 de Outubro 2018

INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ 20 DE JUNHO (NOVA DATA)



Visita Cultural comentada pelo Arq. Pais. Miguel Coelho de Sousa, Vice-Presidente da Direção da AAJBA e pelo João Monjardino, Vogal da Direção da AAJBA.



ANDALUZIA - Sevilha, Córdoba e Granada 
- De 01 a 06 de Outubro 2018


VIAGEM CULTURAL


A ITÁLIA - Jardins do Império Romano ao Renascimento
- 7 a 16 de Julho de 2018


«Construir é colaborar com a terra; é pôr numa paisagem uma marca humana que modificará para sempre; é contribuir também para essa lenta transformação que é a vida das cidades. Quantos cuidados para encontrar a situação exacta de uma ponte o de uma fonte, para dar a uma estrada na montanha a curva ao mesmo tempo mais económica e mais pura […] A Villa era o túmulo das viagens, o último acampamento do nómada, o equivalente, construído em mármore, das tendas e dos pavilhões dos príncipes da Ásia.»

Marguerite Yourcenar,- Memórias de Adriano. Lisboa: Editora Ulisseia, 1985 (1951). pp.110-111

«Ontem vim para a Villa de Careggi, não para cultivar os meus campos, mas a minha alma. Venha ter connosco, Marcílio, o mais rápido possível. Traga consigo o livro de Platão De Summo Bono.»

Carta de Cosimo de Medici, de 1462, dirigida a Marcílio Ficino (líder da Academia Platónica)

Na viagem cultural a Itália, sob o tema Jardins do Império Romano ao Renascimento, iremos fazer um passeio através da História, percorrendo as regiões de Véneto (Veneza e Pádua), Toscânia (Florença), Viterbo (Bagnaia e Bomarzo), Campânia (Pompeia) e Lácio (Roma e Tivoli). O nosso itinerário cultural visitará jardins e palácios (Villae de Pompeia, Villa Adriana, Villa Medici, Villa Lante, Villa d’Este, jardins secretos de Veneza, jardins do Vaticano, etc.) e basílicas/catedrais (Basílica de São Marcos, Basílica de Santo António, Catedral de Santa Maria das Flores, Basílica de São Pedro, Capela Sistina, etc.), autênticas obras-primas da Arte, da Arquitetura e da Arquitetura Paisagista.

A imponente Villa Adriana, em Tivoli, era o “túmulo das viagens” e das conquistas do Imperador Adriano (século II, d.C.), uma tentativa da concretização do paraíso terreno e o lugar do seu refúgio intelectual. No tempo do Imperador Adriano, o Império Romano estendia-se desde a muralha de Adriano, actual Inglaterra, até ao Egipto. As villae italianas do Renascimento, localizadas nas encostas panorâmicas em torno de Florença, passaram a estar abertas à paisagem. A Villa Medici di Fiesole, destaca-se por ter sido a primeira villa de traçado e composição verdadeiramente renascentista, sendo os seus jardins palco das discussões filosóficas da Academia Platónica (criada pelos Médicis na Villa de Careggi e depois transferida para a Villa de Fiesole).

Viagem cultural comentada pela Presidente da AAJBA, Prof.ª Doutora Sónia Talhé Azambuja, docente universitária de História da Arte dos Jardins e de História da Arte Geral, que falará sobre a História da Arte dos Jardins, a linguagem simbólica da flora e interpretará as principais obras de arte (pintura, escultura e arquitetura).

O lucro das viagens promovidas pela AAJBA é investido na conservação, restauro e valorização do Jardim Botânico da Ajuda (JBA), primeiro jardim botânico português, fundado em 1768, e que em 2018 celebra 250 anos. Entre 2010 e 2018 a AAJBA investiu mais de 150 000 € em obras de conservação e restauro do JBA.

Programa 

Dia 1 | 7 de Julho (Sáb.) - LISBOA / BOLONHA / VICENZA / VENEZA


  • Comparência no Aeroporto às 07:00. Entrega das documentações de viagem e assistência nas formalidades de embarque.
  • Partida às 08:45 em avião TAP – voo TP 872 - com destino a Bolonha. Chegada ao Aeroporto às 12:30. Formalidades de desembarque.
  • Recepção e transporte privado para Vicenza. Almoço livre.
    Visita a Villa Capra, também conhecida como Villa Rotonda, projectada pelo famoso arquitecto italiano Andrea Palladio (1508-1580).
  • Continuação para Veneza.
  • Chegada a Tronchetto e transfer em barco até ao Hotel 4**** ou similar.
  • Check-in e instalação no Hotel.

 




 

Dia 2 | 8 de Julho (Dom.) – VENEZA


  • Após o pequeno almoço, saída para a visita a pé do centro de Veneza, uma das mais belas cidades do mundo, com visita ao Palazzo Ducale, também conhecido como Palácio dos Doges, que foi a residência oficial de 120 doges que governaram Veneza de 697 a 1797, um símbolo da cidade e uma obra prima do veneziano. Atravessaremos a Piazza San Marco, a grande praça de Veneza chamada “sala de visitas da Europa”, em direcção da Basílica di San Marco localizada ao lado do Palácio dos Doges, a mais famosa das igrejas de Veneza e um dos melhores exemplos da arquitectura bizantina.
  • Almoço livre.
  • Seguidamente visitaremos a Gallerie dell’Academia, localizada no monumental edifício sede da Scuola Grande di Santa Maria della Carità. O espaço abriga a maior colecção de arte veneziana, com obras dos grandes artistas desde o período Bizantino e Gótico, passando pelo Renascimento, até ao século XVIII. Visita aos jardins secretos de Veneza.





 

Dia 3 | 9 de Julho (2ªF.) – VENEZA / PÁDUA


  • Pequeno almoço no Hotel e saída em barco para Tronchetto. Partida em autocarro com destino a Pádua.
    Chegada e visita a pé do centro de Pádua. Pádua é uma cidade cheia de vida e repleta de histórias por onde passaram filósofos, sábios e académicos. A sua universidade, fundada em 1222, é uma das mais antigas e prestigiadas do mundo, tendo chegado a ter Galileu Galilei (1564-1642) como professor. Com mais de 3000 anos de história, Pádua é uma cidade de riqueza cultural e histórica inigualável. Destaque para a Basílica de Santo António, por onde passam cerca de 6 milhões de peregrinos e turistas por ano, para visitarem o lugar onde em 1231 foram guardados os restos mortais do santo, adorado em Pádua e em Lisboa- Santo António de Lisboa (1195-1231). A poucos passos da Basílica encontra-se o Prato della Valle, a maior praça de Itália e uma das maiores da Europa, com cerca de 90.000m2. No centro da praça existe uma ilha que é circundada por água e 78 estátuas que representam personagens importantes da cidade.

  • Almoço livre.

  • Visita do Jardim Botânico de Pádua (Património Mundial da UNESCO desde 1997). O Jardim Botânico de Pádua foi fundado no ano de 1545 e é o Jardim Botânico de carácter universitário mais antigo do mundo.  Tem uma superfície de aproximadamente 22 mil metros quadrados e conta com uma grande colecção de plantas medicinais. Foi da Universidade de Pádua, detentora do Jardim Botânico, que veio Domingos Vandelli, o primeiro Director do Jardim Botânico da Ajuda (JBA), fundado em 1768. No ano em o que JBA celebra 250 anos de história (1768-2018) visitaremos o jardim botânico que serviu de inspiração para a sua composição.  A visita será feita em inglês por um guia do próprio jardim.

  • Continuação para o Hotel 4****.

  • Check-in e alojamento









 

Dia 4 | 10 de Julho (3ªF.) – PÁDUA / FLORENÇA

  • Após o pequeno-almoço, partida para Florença (+/- 231km/2:48).

  • Chegada e visita à Galleria degli Uffizi, o mais famoso museu de Florença e um dos mais relevantes museus do mundo. Destaque para a Sala da Tribuna das Uffizi, a sala mais antiga do museu que se transformou num símbolo famoso pela moda do Grand Tour. Neste museu podemos admirar obras-primas de mestres como Giotto, Leonardo da Vinci, Albrecht Durer, Miguel Angelo, Sandro Botticelli, Ticiano, Andrea Mantegna, entre outros.

  • Almoço livre.

  • Visita ao Palazzo Pitti,, grande palácio renascentista e maneirista. Está situado na margem direita do rio Arno, a pouca distância da Ponte Vecchio. O aspecto actual do palácio data do séc. XVII, tendo sido originariamente (1458) projectado por Filippo Brunelleschi (1377-1446), ou pelo seu aprendiz Luca Fancelli (1430-1494), como residência urbana de Luca Pitti (1398-1472), banqueiro florentino rival dos Médicis. Foi comprado em 1539 pela Família Médici, para servir de residência oficial dos Grandes Duques da Toscânia e já alojou importantíssimas famílias para além dos Médici, como os Lorena, os Bourbon, os Bonaparte e os Saboia. Hoje em dia o Palácio Pitti é um exemplo da inovadora arquitectura renascentista com as suas salas ricamente decoradas e belíssimos Jardins Boboli, albergando ainda vários museus de grande relevância: A Galeria Palatina, o Museu da Prata, o Museu do Traje, o Museu da Porcelana, a Galeria de Arte Moderna, os Aposentos Reais e a recentemente adquirida Colecção Contini-Bonacossi.

  • Visita dos Jardins Boboli., considerados como um autêntico museu ao ar livre, apresentando um número excepcional de valiosas esculturas clássicas.

  • Instalação no Hotel 4**** ou similar.

  • Tempo livre e alojamento.

 

 





 

Dia 5 | 11 de Julho (4ªF) – FLORENÇA / FIESOLE / FLORENÇA

  • Pequeno almoço no Hotel e saída em autocarro privativo para visita da Villa Medici di Fiesole, pequena cidade localizada numa colina a cerca de 6 km de Florença. É uma das villae dos Medici mais bem conservadas, expoente máximo da villa renascentista. A Villa Medici em Fiesole é a quarta mais antiga villa dos Medicis, depois das duas situadas na região do Mugello (Villa Medicea di Cafaggiolo e Villa Medicea del Trebbio) e da Villa Medicea di Careggi. Distribui-se sobre três terraços em níveis diferentes com vista panorâmica sobre Florença. As vilas e jardins dos Médicis foram inseridas, em 2013, na lista do Património Mundial da UNESCO

  • Regresso a Florença e almoço livre.

  • Após o almoço, saída a pé para a visita panorâmica da cidade de Florença, a capital e a maior cidade da região toscana. A cidade foi o berço do Renascimento italiano e é considerada uma das mais belas do mundo. O centro histórico de Florença está inserido, desde 1982, na lista do Património Mundial da UNESCO

  • A Catedral de Santa Maria del Fiore, conhecida pelo grande Duomo, é catedral da arquidiocese de Florença. A sua construção teve início em 1296, tendo terminado em 1436, podendo acomodar até trinta mil pessoas. A sua famosa cúpula foi projectada por Brunelleschi.

  • Visita da Basílica di Santa Croce, a principal igreja franciscana em Florença e uma das principais basílicas da Igreja Católica no mundo. É o lugar onde estão sepultados alguns dos mais ilustres italianos, tais como Michelangelo, Galileo Galilei, Maquiavel e Rossini, sendo apelidada de Panteão das Glórias Italianas.

  • Regresso ao hotel ao final da tarde.

  • Tempo livre e alojamento







Dia 6 | 12 de Julho (5ªF) – FLORENÇA / BAGNAIA / BOMARZO / TIVOLI

  • Pequeno almoço no Hotel.

  • Saída em direcção a Bagnaia (+/- 216km/2:30) para visita da Villa Lante. Os jardins maneiristas da Villa Lante (1568-1578), projectados pelo arquitecto Vignola (1507-1573) para o Cardeal Giovanni Gambara (1533-1561), são considerados uma obra-prima da História da Arte dos Jardins. Esta Villa serviu de inspiração para o traçado dos jardins do Palácio Fronteira, em Lisboa.

  • Almoço livre.

  • Continuação da viagem até Bomarzo. Após o almoço, visita do Parque do Bosque Sagrado Bomarzo (c. 1550), também conhecido por Parque dos Monstros, um complexo monumental e dos mais extraordinários e extravagantes jardins do Maneirismo italiano. O mentor deste parque foi Conde Pier Francesco Orsini (c. 1513-1584), que o criou como homenagem a sua mulher falecida, Giulia Farnese. O parque desenvolve-se no fundo de um vale de frondosa vegetação, sendo pontuado por esculturas grotescas e construções singulares (Templo da Eternidade, Torre Inclinada, Escadaria do Ogre, entre outros).

  • Continuação da viagem para Tivoli (+/- 100km/1:10m) e instalação no Hotel 4**** ou similar.

  • Regresso ao hotel e alojamento.

 




 

Dia 7 | 13 de Julho (6ªF.) – TIVOLI – Vila Adriana, Vila D’Este e Tivoli

  • A Villa d’Este é Património Mundial da Humanidade pela UNESCO desde 2001. Os jardins maneiristas da Villa d’Este (1550-1569) são uma obra-prima do arquitecto Pirro Ligorio (c. 1510-1583) para o Cardeal Hipólito d’Este (1509-1572). O complexo sistema hidráulico deste jardim é um dos mais notáveis das vilae italianas do século XVI.

  • Almoço livre.

  • De tarde, visita da Villa Adriana. Construída, no século II d. C., para o imperador Adriano (76-138 d.C.), a villa constitui um dos conjuntos mais notáveis da Antiguidade Clássica. A villa seria o “túmulo das viagens” do Imperador, evocando, na sua arquitectura e jardins, as obras e os lugares que Adriano viu e conquistou para o Império Romano. A Villa Adriana foi incluída, em 1999, na lista do Património Mundial da UNESCO

  • Regresso ao hotel e alojamento.






Dia 8 | 14 de Julho (Sáb.) – TIVOLI / NÁPOLES / POMPEIA / ROMA

  • Após o pequeno almoço, saída em direcção a Nápoles (+/- 212km/2:16).

  • Chegada e breve visita panorâmica. Esta cidade com a sua resplandecente baía, é actualmente um importante porto e o principal centro industrial do sul do país.

  • Almoço livre.

  • Após o almoço, partida para visitar o Parque Arqueológico de Pompeia. Pompeia, antiga cidade do Império Romano, foi destruída em 79 d.C. durante a grande erupção do vulcão Vesúvio, que assolou esta cidade. As ruínas de Pompeia foram descobertas, no século XVI, mas as escavações arqueológicas só tiveram início em 1748. Desde então, Pompeia é um dos sítios arqueológicos mais relevante do mundo. Considerada Património Mundial pela UNESCO, em 1997

  • Regresso a Roma ao final da tarde.

  • Check-in e alojamento no Hotel **** ou similar.






 

Dia 9 | 15 de Julho (Dom) – ROMA

  • Pequeno almoço no Hotel e saída para a visita panorâmica de Roma.

  • Maravilhe-se com o imponente Coliseu. Encomendado pelo imperador Vespasiano (9-79 d.C.), podia acomodar até 50.000 espectadores que vinham para ver as batalhas de gladiadores. Adjacente é o Arco de Constantino, construído para comemorar a vitória de Constantino na Batalha da Ponte Mílvio, é um precursor de muitos outros Arcos de Triunfo em todo o mundo. Possivelmente ainda mais impressionantes são as escavações do vasto Fórum Romano, onde os restos de templos, ruas e palácios podem ser visitados de perto.

  • Almoço livre.

  • Após o almoço, continuação do passeio pelo centro da cidade, explorando o labirinto de ruas estreitas e belas praças. Descubra um centro animado da vida romana no mercado Campo dei Fiori antes de entrar na maravilhosa Piazza Navona. A impressionante praça de forma oval mantém a forma de seu propósito original, como uma pista de atletismo romano. Hoje, a praça é ladeada por cafés e restaurantes com terraços ao ar livre e cuja peça central é a famosa fonte Quattro Fiumi de Bernini (1598-1680).

  • A poucos passos de distância visitaremos o Panteão, o mais bem preservado de todos os monumentos romanos da cidade, edifício concluído pelo Imperador Adriano no século II d.C. Com uma curta caminhada através de estreitas ruas empedradas e da Via del Corso chegamos à famosa Fonte de Trevi (manda a tradição que se atire uma moeda para garantir que se volta a Roma um dia). Finalmente seguimos para a elegante Piazza di Spagna, com a Escadaria que sobe para a Trinita di Monti. Uma subida recompensada com vistas deslumbrantes sobre as colinas de Roma e a cúpula da Basílica de São Pedro. Regresso ao Hotel. Em hora a indicar, saída para jantar de despedida em restaurante no centro de Roma (Terme del Colosseo ou similar).





 

Dia 10 | 16 de Julho (2ªF) – ROMA / LISBOA

  • Pequeno almoço no Hotel.

  • Em hora a informar localmente, saída para a cidade do Vaticano, um Estado eclesiástico governado pelo bispo de Roma, o Papa. Tem aproximadamente 44 hectares, uma população de pouco mais de 800 habitantes, é o menor país do mundo. Visita da Capela Sistina situada no Palácio Apostólico, residência oficial do Papa na Cidade do Vaticano. Aqui deixaram obra os principais artistas do Renascimento, incluindo Miguel Ângelo, Rafael, Bernini e Sandro Botticelli.

  • Almoço livre.

  • Após o almoço, visita aos Jardins do Vaticano, que cobrem cerca de 23 hectares do território da Cidade do Vaticano. Os jardins albergam importante conjunto de esculturas, fontes e grottos.

  • Em hora a determinar, transporte privado para o Aeroporto de Fiumicino. Formalidades de embarque. Partida às 20:20 em avião TAP – voo TP 843 – com destino a Lisboa

  • Chegada ao Aeroporto Humberto Delgado às 22:25. Formalidades de desembarque.

 


Fim da Viagem

A Itália - Jardins do Império Romano ao Renascimento - 7 a 16 de Julho de 2018



PREÇOS:
  • Preço para Associado da AAJBA: 2.895,00 €
  • Preço para não associado da AAJBA: 2.995,00€
  • Suplemento de quarto individual: 695,00 €

    A viagem só se realizará com um mínimo de 15 participantes 15 participantes. .

INSCRIÇÕES E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO:
  • Inscrição mediante pagamento de um depósito não reembolsável** no valor de 1200€ do valor até 23 de Março de 2018

  • Pagamento do valor remanescente até 5 de Junho de 2018


PAGAMENTOS:
  • Cheque à ordem de Associação dos Amigos do Jardim Botânico da Ajuda

  • Transferência bancária IBAN - PT50 0010 0000 2468 3460 0016 6 (BPI)



INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES:
  • Associação dos Amigos do Jardim Botânico da Ajuda (AAJBA)
    Jardim Botânico da Ajuda. Calçada da Ajuda, 1300-011 Lisboa. Portugal
    (GPS: N38°42'23.77" W9°12'8.75")
    tel: [+351] 213 620 527| telm: [+351] 915 989 259 | fax: [+351] 213 622 503 |
    web: www.aajba.com | e-mail: info@aajba.com



SERVIÇOS INCLUÍDOS NESTES PREÇOS:

  • Assistência no aeroporto de Lisboa durante as formalidades de embarque;
  • Passagem aérea em classe económica para o percurso Lisboa/Bolonha e Roma/Lisboa;
  • Taxas de aeroporto, combustível e segurança no valor de € 46,57 (sujeito a alteração até à emissão dos bilhetes);
  • Franquia de 23kg de bagagem por pessoa;
  • Acompanhamento de 1 Tour Leader da agência Geostar falando português desde a chegada a Bolonha até à partida de Roma, todos os dias (09:00/23:00);
  • Audioguias durante toda a viagem;
  • 1 Garrafa de ½ l de água por pessoa nos autocarros;
  • Transferes aeroporto/Hotel/Aeroporto e entre cidades em autocarro privado com ar condicionado;
  • Estada nos hotéis mencionados ou similares, com pequeno almoço buffet incluído
  • As visitas mencionadas no roteiro com acompanhamento de guias locais - Embora estejam previstos guias em português em todos os locais onde tal é possível, a confirmação irá depender da disponibilidade dos mesmos na altura da reserva. Há, no entanto, alguns locais a visitar onde não há mesmo guias em língua portuguesa ou espanhola, pelo que a opção será reservar guia em inglês;
  • Entradas nos seguintes locais: Villa Capra, Palácio dos Doges, Catedral de S. Marcos (excl. Pala d’Oro, pode ser paga localmente: 2 €/pessoa), Galleria dell’Academia, Jardim Botânico de Pádua (visita com guia interno em inglês), Galleria degli Uffizi, Palazzo Pitti, Jardins Boboli, Villa Medici Fiesole, Villa Lante, Parco dei Mostri di Bomarzo, Villa d’Este, Villa Adriana, Ruínas de Pompeia, Coliseu, Fóruns Romanos, Panteão, Museu do Vaticano e Jardins do Vaticano (visita com guia interno em inglês);
  • Taxas municipais italianas, de turismo e IVA;
  • Seguro Multiviagens (com complemento para cancelamento/interrupção da mesma);
  • Assistência por parte dos representantes locais da agência Geostar;
  • Acompanhamento e comentário pela Prof.ª Doutora Sónia Talhé Azambuja, Presidente da AAJBA.

SERVIÇOS NÃO INCLUÍDOS
  • Almoços e jantares onde não mencionado;
  • Entradas onde não mencionado;
  • Gorjetas e despesas pessoais


ALOJAMENTO PREVISTO

HOTEL BONVECCHIATI * * * *
San Marco, Calle Goldoni 4488 - 30124 Venice
www.hotelbonvecchiati.it/pt-pt/

No coração da atmosfera mágica de Veneza, a poucos passos da Piazza San Marco, o Hotel Bonvecchiati é um dos históricos hotéis de 4 estrelas de Veneza.
“Desde 1790 que recebem os hóspedes com charme, em ambientes elegantes sempre atualizados segundo as últimas tendências e fazem do Bonvecchiati um Hotel de 4 estrelas de Veneza de entre os mais populares. Oferecem serviços exclusivos e uma atmosfera refinada, bem como o privilégio da porta de água para chegar com todo o conforto de táxi aquático e para partir num encantador passeio de gôndola.“

 

HOTEL BEST WESTERN BIRI * * * *
Via Grassi 2 - 35129 - Padua
http://www.hotelbiri.com/en/home-page.aspx

O Best Western Hotel Biri situa-se próximo do Centro de Convenções Padova Fiere e é facilmente acessível a partir da Auto-estrada A4. Tem boas ligações de autocarro para o centro de Pádua. O terraço apresenta vistas bonitas para a Basílica de Santo António e para as Colinas Eugâneas.

HOTEL ADLER CAVALIERI * * * *
Via Della Scala, 40 - 50123 Florença
http://www.hoteladlercavalieri.com/pt-pt/

No centro histórico de Florença, o Hotel Adler Cavalieri, numa das cidades mais belas de Itália, fica a dois passos de Santa Maria Novella.

 

HOTEL VILLA ADRIANA * * * *
Via Nazionale Tiburtina 130 - Tivoli (Roma)
http://www.ochotelvilladriana.com/en/

O Hotel encontra-se apenas a 5 minutos de carro do sítio arqueológico da Villa de Adriano e a 5 km das Auto-estradas A24 e A1. Os quartos contam com uma decoração contemporânea e têm um ambiente elegante.

 

HOTEL MASSIMO D’AZEGLIO * * * *
Via Cavour, 18 - 00184 Roma
http://www.romehoteldazeglio.it/pt-pt/?1=5

Em 1875, Maurizio Bettoja, apreciador de vinhos, gastronomia e hotéis, abriu um restaurante mesmo por cima da sua adega que ainda hoje mantém mais de 30 000 garrafas de vinho e oferece um cenário único para jantares especiais à luz de velas. Desde o final do século XIX, o hotel recebe hóspedes num cenário clássico e tem preservado o ambiente e estilo “Fin de Siècle” originais.
O Massimo d’Azeglio já recebeu muitas figuras históricas ilustres: o Rei da Sérvia, o herói da força aérea Francesco Baracca, o General Diaz, Louis Armstrong, Pier Paolo Pasolini, Fausto Coppi, Mascagni e muitos outros.

 

 


CONDIÇÕES DE VIAGEM:


NOTAS IMPORTANTES: Sempre que existam razões justificadas, a GeoStar reserva o direito de alterar a ordem do percurso ou substituir qualquer dos hotéis previstos por outros de igual categoria, facto de que dará conhecimento ao cliente. A não-aceitação por parte do cliente, dentro do prazo que for fixado, das referidas alterações, confere-lhe o direito de rescindir o contrato e a ser reembolsado da totalidade das quantias entretanto pagas.

Consulte o nosso programa para restantes notas e condições.

ORGANIZAÇÃO:

A Organização Técnica destas viagens foi realizada por GeoStar / Nome Fiscal - RASO - Viagens e Turismo, SA, com sede no Centro Cultural de Belém – Rua Bartolomeu Dias 1400-026 Lisboa, Portugal. Contribuinte Fiscal n.º 500 886 113, com o capital social de 6.000.000,00 €, RNAVT Nº Registo 1819.




VIAGEM CULTURAL

QUÉNIA E TANZÂNIA em SAFARI: A Grande Migração
- 26 Setembro a 10 Outubro de 2018


Há uma razão para o Quénia e a Tanzânia fazerem parte do imaginário de quem sonha com um safari: partilham o coração africano da vida selvagem, o incrível Serengeti/Maasai Mara, palco da Grande Migração e habitat natural de milhares de animais. São países privilegiados para uma aventura pelas vastas planícies que caraterizam a paisagem.

Um safari é mais do que uma viagem, é uma experiência única, a oportunidade de sentir emoções primordiais perante a beleza dura e intacta da savana. Durante estes 12 dias de safari, a fronteira entre Quénia e Tanzânia é atravessada e é impossível partir destes dois países sem avistar os grandes felinos e os grandes mamíferos que aqui habitam.


Destaques desta viagem:

  • A Grande Migração;
  • Travessia, por parte de gnus, de rio repleto de crocodilos;
  • As planícies do Serengeti;
  • A cratera de Ngorongoro;
  • Encontro com a tribo nómada Hadzabe;
  • Vida selvagem diversa: leões, leopardos, elefantes, rinocerontes, búfalos, girafas, hipopótamos,...;
  • Almoços quentes e vinho servidos em plena savana.

Viagem cultural concebida por Ana Maria Lory, Vogal do Conselho Fiscal da AAJBA. O lucro das viagens promovidas pela AAJBA é investido na conservação, restauro e valorização do Jardim Botânico da Ajuda, primeiro jardim botânico português, que este ano celebra 250 anos de história (1768-2018).


 

Programa 

Dia 1 | 26 de Setembro (4ªF) – Lisboa / Nairobi


  • Comparência no aeroporto, duas horas antes da partida, para entrega da documentação e assistência nas formalidades de embarque.
  • Partida de Lisboa às 05h40, via Paris. Chegada ao aeroporto de Nairobi, pelas 21h00.
  • Recepção e transfer.
  • Alojamento no Best Western Plus Meridian Hotel.

 

 

Dia 2 | 27 de Setembro (5ªF) – Nairobi / Maasai Mara

Às 7h, após pequeno-almoço, transfer para a Reserva Nacional Maasai Mara.

Situada no Grande Vale do Rift, é uma das maiores reservas de vida selvagem em África. A vegetação abundante e precipitação frequente contribuem para a população massiva de herbívoros e, como tal, de predadores. É fácil avistar os grandes felinos – leões, chitas e leopardos.

As planícies de Maasai Mara são mais famosas pelos seus leões. Todos os outros membros dos "cinco grandes" (leão, leopardo, elefante, búfalo e rinoceronte) são encontrados nestes campos, embora a população de rinocerontes-negros esteja seriamente ameaçada. Hipopótamos e crocodilos-do-nilo são encontrados em grandes grupos nos rios Mara e Talek. Após o almoço, irá ser realizado um safari no Maasai Mara.

Jantar e alojamento no Mara Sopa Lodge.

 

Dia 3 | 28 Setembro (6ªF) – Maasai Mara

Após pequeno-almoço, partida para um dia completo de safari na Reserva Nacional Maasai Mara, numa incrível jornada pelas paisagens estonteantes de planícies preenchidas por grandes manadas de gnus e zebras. A palavra “Mara”, de origem maasai, significa ”manchado” e refere-se às “manchas” de acácias e colinas de pedra que quebram a paisagem plana e pálida.

Outros antílopes numerosos podem ser encontrados no parque, incluindo gazelas-de-grant, impalas, topis e búbalus. Grandes manadas de zebras também são avistadas por toda a reserva. As planícies são também o lar da girafa-masai. A palanca e o otócion, de hábitos noturnos, raramente observados no Quênia, podem ser avistados dentro dos limites deste parque.

Esta reserva é o maior centro de pesquisas sobre a hiena-malhada. Adicionalmente, mais de 470 espécies de pássaros foram identificadas no parque, entre eles: abutres, marabus, secretários, calaus, grous-coroados, avestruzes, águias-de-crista-longa, falcões-pigmeus e o rolieiro-de-peito-lilás.

Almoço durante o safari.

Jantar e alojamento no Mara Sopa Lodge.

 

Dia 4 | 29 Setembro (Sáb.) – Maasai Mara

 

Após pequeno-almoço, partida para mais um dia completo de safari na Reserva Nacional Maasai Mara.

Algumas das atrações desta reserva são o temível leão de juba negra e, de caráter mais dócil, as simpáticas chitas que, frequentemente, se abrigam debaixo dos veículos, proporcionando uma experiência de proximidade inesquecível.
Para os interessados em ornitologia, nesta reserva encontram-se centenas espécies, entre as quais 16 espécies de águia, 6 espécies de abutre e 8 espécies de cegonha.

Almoço durante o safari.

Jantar e alojamento no Mara Sopa Lodge.

 

Dia 5 | 30 Setembro (Dom.) – Maasai Mara / Lago Vitoria / Lukuba

Após pequeno-almoço, partida para safari durante a manhã em Maasai Mara. À tarde, a fronteira para a Tanzânia é atravessada com destino ao Lago Vitória.

Com cerca de 169 km², é o segundo maior lago do mundo e integra Quénia, Uganda e Tanzânia. É uma das nascentes do rio Nilo e é atravessado a norte pela linha do equador. Pequenas vilas piscatórias e vida selvagem exótica fazem deste um local imperdível.

A aventura começa, desde logo, no momento em que o viajante sobe a bordo de um barco tradicional que o leva à ilha privada de Lukuba.

Jantar e alojamento no Lukuba Island Lodge.



Dia 6 | 1 Outubro (2ªF) – Lukuba/ Serengeti Central

Após pequeno-almoço, exploração da ilha de Lukuba e visita às vilas piscatórias, antes de mais uma viagem inesquecível de barco de regresso à Tanzânia continental.

À tarde, transfer para a zona central do Parque Nacional Serengeti.

Este é o parque mais antigo da Tanzânia e Património Mundial da Unesco.

 

Dia 7 | 2 Outubro (3ªF) – Serengeti Centra


Após pequeno-almoço, partida para dia completo de safari na zona central do Parque Nacional Serengeti.

É talvez o parque mais famoso do mundo e cenário de muitos documentários televisivos. Ao longo do caminho vai-se percebendo a razão por que o seu nome, na língua local, significa “planícies sem fim”.

O parque tem 18,000 km² e é local privilegiado para observar grandes felinos e predadores, como leões, chitas, leopardos e hienas.

Almoço durante o safari.

Jantar e alojamento no Pumzika ou Angata Serengeti Camps



Dia 8 | 2 Outubro (3ªF) – Serengeti Centra

Após pequeno-almoço, partida para dia completo de safari na zona central do Parque Nacional Serengeti.

O vale de Seronera é uma verdadeira meca para observar vida selvagem em qualquer altura do ano e a sua diversidade deve-se à igualmente diversa paisagem. De origem vulcânico, o terreno adaptou-se ao longo do tempo, formando áreas muito distintas.

Almoço durante o safari.

Transfer para o norte do Serengeti.

Jantar e alojamento no Chaka Camp ou Acacia Camp.



Dia 9 | 4 Outubro (5ªF) – Serengeti Norte

Após pequeno-almoço, partida para dia completo de safari no norte do Parque Nacional Serengeti em busca da Grande Migração e das famosas travessias de rio.

Todos os anos, após darem à luz em Fevereiro no Sul do Serengeti, mais de 1.4 milhões de gnus - juntamente com gazelas e zebras - começam a sua jornada a caminho do Norte, em busca das chuvas em Maasai Mara, chegando ao Norte do Serengeti por volta de Julho. Irão manter-se aqui, alternando entre o norte do Serengeti e o Maasai Mara durante cerca de 5 meses, para depois a procura das chuvas as levar novamente em direcção ao Sul.
Num único ano, estas grandes manadas deslocam-se perto de 1600 Km. De acordo com a UNESCO, este é um dos fenómenos naturais mais impressionantes do mundo.

Almoço durante o safari.

Jantar e Alojamento no Chaka Camp ou Acacia Camp.

 

Dia 10 | 5 Outubro (6ªF) – Serengeti / Ngorongoro

Após pequeno-almoço, irá haver lugar a um safari matinal no Parque Nacional Serengeti, para uma última expedição naquele que é considerado por muitos o último refúgio da maior concentração de vida selvagem no planeta.

Após nos despedirmos deste lugar mágico que jamais nos sairá da memória, iremos a caminho daquela que é considerava a oitava grande maravilha do Mundo Natural, a cratera de Ngorongoro.

Almoço durante a viagem.

Jantar e Alojamento no Ngorongoro Serena Safari Lodge ou Sopa Ngorongoro.

 

Dia 11 | 6 Outubro (Sáb.) – Ngorongoro / Lago Eyasi

Após pequeno-almoço, partida para a Cratera Ngorongoro, bem cedo para entrarmos na cratera ao início da manhã, quando os animais estão mais activos.

A Zona de Conservação de Ngorongoro, com uma área de 8.292km², é uma espécie de arca de Noé que acolhe quase todas as espécies de vida selvagem autóctone do Este de África.

A cratera tem um rio, diversos pântanos, um lago com uma grande concentração de flamingos, uma floresta e vastas planícies. Os seus elefantes são os maiores do mundo. Isto deve-se a um capim e solo vulcânico ricos em minerais.

É um dos raros locais na Tanzânia onde poderá observar rinocerontes. Um rinoceronte-negro pode passar a poucos metros dos visitantes.

Iremos almoçar na presença de imponentes hipopótamos que irão estar bastante activos no lago ao lado da zona para picnic.
Finalmente, ao início da tarde, iremos ascender as paredes da cratera e fazer a viagem até ao Lago Eyasi.

Jantar e Alojamento no Lake Eyasi Safari Lodge ou Tindiga Tented Lodge.

Jantar e Alojamento no Ngorongoro Serena Safari Lodge ou Sopa Ngorongoro.

 


Dia 12 | 7 Outubro (Dom.) – Lago Eyasi/ Hadzabe / Manyara

Este será um dia diferente e bastante especial.
Começa às 4h30m, antes do amanhecer, com uma caminhada, com os nossos guias, procurando a tribo Hadzabe, uma das últimas e autênticas tribos nómadas em África.

Depois de algumas explicações acerca da mesma, o grupo juntar-se-á à tribo nas suas tarefas matinais, que podem passar por acompanhar os homens na caça ou as mulheres na recolha de fruta.

Esta é, sem dúvida, uma experiência que sai dos roteiros turísticos habituais. Será possível também aprender acerca das técnicas de lançamento da flecha e de manufactura de ferramentas e facas.

Regresso ao hotel para almoçar, seguido de uma visita ao Lago Eyasi.

À tarde, transfer para a zona do Parque Nacional do Lago Manyara.

Jantar e Alojamento no Manyara Wildlife Safari Camp.

 

Dia 13 | 9 Outubro (3ªF) – Arusha / Lisboa

Depois do pequeno-almoço aproveite o tempo livre para conhecer mais um pouco da cidade de Arusha ou participar num dos tours durante a manhã, até à partida para o aeroporto.

Almoço livre.

Tours Opcionais (com marcação prévia):

  • Passeio a cavalo em Reserva Privada

     Terá a oportunidade de fazer um passeio a cavalo de duas horas entre antílopes e gnus nesta propriedade privada

  • Visita a plantação de café privada

Poderá visitar uma plantação de café privada. Será uma oportunidade fantástica de conhecer mais uma maravilha da Tanzânia, as plantações de café, duas horas durante a manhã.

  • Visita a plantação de café em veículo 4x4 com almoço incluído

Esta visita permitirá uma experiência mais completa de uma plantação de café, através de um passeio a pé e em veículo de todo-o-terreno.

Almoço no Coffe Lodge incluído.

Transfer do hotel para o aeroporto às 16h15.

Partida às 20h15 com destino a Lisboa, em voos regulares, com escala em Nairobi e Paris.

 

Dia 15 | 15 - 10 Outubro (4ªF) – Lisboa

Chegada às 9h35 a Lisboa.

Formalidades de desembarque e despedida.


ITINERÁRIO DA VIAGEM


Fim da Viagem

Viagem Cultural - QUÉNIA E TANZÂNIA em SAFARI: A Grande Migração - 26 Setembro a 10 Outubro de 2018 



PREÇOS:
  • Preço para Associado da AAJBA: 4.995,00 €*
  • Preço para não associado da AAJBA: 5.195,00 €*
  • Suplemento de quarto individual: 1.072,00 €

    * Os preços mencionados incluem o Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) à taxa de 23% e são válidos para um mínimo de 20 participantes. .

INSCRIÇÕES E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO:
  • Inscrição mediante pagamento de um depósito não reembolsável** no valor de 25% do valor total até 22 de Fevereiro de 2018.

  • Pagamento da 2ª prestação - 25 % do valor total até 22 de Abril de 2018

  • Pagamento da 3ª Prestação – 25% do valor total até 22 de Junho de 2018

  • Pagamento do valor remanescente (25%) até 22 de Agosto de 2018.

    ** salvo cancelamento da viagem por falta de inscrições.


PAGAMENTOS:
  • Cheque à ordem de Associação dos Amigos do Jardim Botânico da Ajuda

  • Transferência bancária IBAN - PT50 0010 0000 2468 3460 0016 6 (BPI)



INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES:
  • Associação dos Amigos do Jardim Botânico da Ajuda (AAJBA)
    Jardim Botânico da Ajuda. Calçada da Ajuda, 1300-011 Lisboa. Portugal
    (GPS: N38°42'23.77" W9°12'8.75")
    tel: [+351] 213 620 527| telm: [+351] 915 989 259 | fax: [+351] 213 622 503 |
    web: www.aajba.com | e-mail: info@aajba.com



SERVIÇOS INCLUÍDOS NESTES PREÇOS:

  • Passagem aérea em voos regulares da companhia Air France e associadas, em classe económica e tarifa especial de grupo com direito ao transporte de 01 peça de bagagem de porão até ao máximo de 23kg e 1 peça de bagagem de mão até ao máximo de 8kg;
  • Taxas de aeroporto, combustível e segurança (sujeitas a alteração até ao momento da emissão dos bilhetes);
  • Seguro multiviagens para o complemento de cancelamento ou interrupção da viagem favor considerar o suplemento de € 30,00 por pessoa);
  • 12 dias de Safari com guias/motoristas;
  • Guias falando inglês;
  • Alojamento em pensão completa durante o safari;
  • Todas as entradas nos parques;
  • Transfers de acordo com programa;
  • Veículos: ‘Minivan’ no Quénia e ‘4x4 Land Cruiser’ na Tanzânia, ambos com tejadilho pop-up e capacidade de 7 lugares;
  • Binóculos (2 por veículo);
  • Garrafas de água durante o safari;
  • Assistência por agentes locais;
  • Acompanhamento da viagem por Ana Maria Lory, vogal do Conselho do Fiscal.

SERVIÇOS NÃO INCLUÍDOS
  • Vistos (Quénia 50 USD + Tanzânia 50 USD)
  • Complemento de seguro para interrupção e cancelamento antecipado de viagem – aprox. 30 €
  • Refeições não mencionadas
  • Quaisquer despesas de natureza pessoal.
  • Gratificações

OPCIONAIS COM MARCAÇÃO


Tours em ARUSHA:

  • Passeio a cavalo em Reserva Privada
    A atividade tem uma duração de 2 h. As deslocações têm uma duração prevista de 2/3h, dependendo do tráfego e das condições da estrada.
    – aprox. 122€*


  • Visita a plantação de café
    A atividade tem uma duração de 2 h. A deslocação tem uma duração prevista de 1h, dependendo do tráfego e das condições da estrada
    - aprox. 28€*

  • Visita a plantação de café em veículo 4x4 com almoço incluído
    Tem a duração da manhã inteira. As deslocações têm duração prevista de 20 min, dependendo do tráfego e das condições da estrada.
    aprox. 162€*

  • *preços a confirmar na acção da reserva.


ALOJAMENTO PREVISTO

NAIROBI
Best Western Plus Meridian Hotel (1 noite)

MAASAI MARA
Mara Sopa Lodge (3 noites)

LUKUBA – LAGO VITORIA
Lukuba Island Lodge (1noite)
ou
Serenity on the Lake (1noite)

SERENGETI CENTRAL
Pumzika Camp (2 noites)
ou
Angata Serengeti Camp (2 noites)

SERENGETI NORTE
Chaka Camp (2 noites)
ou
Acacia Camp (2 noites)

NGORONGORO
Ngorongoro Serena Safari Lodge (1 noite)
ou
Sopa Ngorongoro (1 noite)

LAGO EYASI
Lake Eyasi Safari Lodge (1 noite)
ou
Tindiga Tented Lodge (1 noite)

LAGO MANYARA
Manyara Wildlife Safari Camp (1 noite)

ARUSHA
Arusha Planet Lodge (1 noite)


CONDIÇÕES DE VIAGEM:

NOTAS IMPORTANTES: Os preços das viagens e suplementos indicados neste programa foram calculados com base nos custos dos transportes e do combustível, de direitos, impostos, taxas e câmbios vigentes à data da impressão deste programa, estando sujeitos a alteração.

Consulte o nosso programa para restantes notas e condições.

ORGANIZAÇÃO:

A organização técnica desta viagem foi realizada por SOUL OF TANZANIA -  Hakika Law Chambers, Plot N109 LDRA - Gold Road – Arusha, P.O.Box 12017, Arusha – Tanzania.

Os voos são da responsabilidade da agência OÁSIS - VIAGENS E TURISMO, S.A. - Rua Alexandre Herculano, 3 B - 1169-070 LISBOA. LISBOA - Portugal

VIAGEM CULTURAL

ZANZIBAR: Na Rota das Especiarias
Programa opcional: continuação de viagem

 

 

Depois de vários dias em safari, aproveite descansar num ambiente bem diverso – o encantador arquipélago de Zanzibar.

Visite mais este tesouro da Tanzânia, cujas ilhas são conhecidas pelas praias, pela história e cultura e pelos os sabores exóticos das especiarias.

Este fabuloso arquipélago, localizado no Oceano Índico, oferece não só as inevitáveis águas pristinas e areias brancas, habitat natural de várias espécies marinhas, mas também uma gastronomia rica e algumas experiências culturais reveladoras da importância do grupo de ilhas na rota das especiarias e o seu lugar no comércio de escravos. Marco desta época é a designada Prision Island que funcionou, desde 1869, como prisão para escravos que se rebeliassem contra o sultão.


Já passear pelas ruas de Stone Town permite admirar um exemplo perfeito de fusão e harmonização culturais, que se encontra, por exemplo, nos edifícios claramente influenciados pela presença de diversos povos, portugueses incluídos, que ali atracaram as suas embarcações
Desfrute estas ilhas por 2, 3 ou 4 noites, à sua escolha.

 

Programa 

Dia 9 de Outubro | Arusha/Zanzibar/Nungwi

 

Em hora a combinar, transfer do Hotel Planet Lodge para o aeroporto.
Chegada a Zanzibar e transfer do aeroporto para o alojamento escolhido em Nungwe.
Estadia de 2, 3 ou 4 noites - Nungwi
Estadia no resort escolhido em Nungwi na modalidade quarto e pequeno-almoço ou pensão completa conforme sua preferência.
Tempo livre para relaxar na praia e/ou participar em programas opcionais de visita a diferentes locais nas ilhas.
Programas opcionais (por marcação prévia)
Meio-dia (manhã ou tarde) – 40 €

  • Tour de Especiarias
  • Visita a Stone Town
  • Visita a Prison Island

Dia inteiro – 80 €

  • Visita Combinada: Tour de Especiarias + Stone Town + Prison Island
Visita a Jozani Forest – Passeio na Selva

 

Dia 11, 12 ou 13 de Outubro | Nungwi/Zanzibar/Lisboa

 

Em hora a combinar, transfer para o aeroporto de Zanzibar para continuação de viagem de regresso até Lisboa.


Fim da Viagem

Viagem Cultural - ZANZIBAR: Na Rota das Especiarias - Programa Opcional 

PREÇOS POR PESSOA:

imagem

 

Pacote terrestre incluindo voo de Arusha a Zanzibar, transfers e alojamento em Nungwi na modalidade, categoria e duração de estadia seleccionadas:

Economy:
Amaan Bungalows, Quarto Duplo com Vista Mar, B/B
2 noites – 330€
3 noites – 405€
4 noites – 480€
Suplemento individual – 31€ por noite

Boutique:
Z Hotel, Quarto Duplo com Vista Mar, B/B
2 noites – 420€
3 noites – 540€
4 noites – 660€
Suplemento individual – 50€ por noite

Resort:
Hideaway Nungwi, Tudo Incluído, Luxury Junior Suite
2 noites – 515€
3 noites – 685€
4 noites – 855€ Suplemento individual – 70€ por noite

.






NOTA IMPORTANTE:
  • O valor do suplemento pela mudança dos voos internacionais de regresso a Lisboa será informado apenas no momento do pedido da alteração da reserva.
  • Contacte o secretariado da AAJBA para reservas e informações mais detalhadas.

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES:
  • Associação dos Amigos do Jardim Botânico da Ajuda (AAJBA)
    Jardim Botânico da Ajuda. Calçada da Ajuda, 1300-011 Lisboa. Portugal
    (GPS: N38°42'23.77" W9°12'8.75")
    tel: [+351] 213 620 527| telm: [+351] 915 989 259 | fax: [+351] 213 622 503 |
    web: www.aajba.com | e-mail: info@aajba.com









VIAGEM CULTURAL

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE
À Descoberta das Roças: Arquitectura e Paisagem - 10 a 16 de Maio 2018

“O processo de ocupação de São Tomé e Príncipe foi marcado pelo fenómeno dos assentamentos rurais - roças -, que, impulsionados pelo ciclo do café e do cacau de finais do século XIX e início do século XX, levaram ao desenvolvimento económico e territorial deste pequeno arquipélago localizado no Golfo da Guiné.”
- “As Roças de São Tomé e Príncipe”, de Duarte Pape e Rodrigo Rebelo de Andrade (Tinta da China, 2013)

Aceite este desafio da AAJBA e venha percorrer os trilhos da arquitectura e da paisagem natural e cultural de São Tomé e Príncipe, numa visita comentada por Rodrigo Rebelo de Andrade (arquitecto) e Miguel Coelho de Sousa (arquitecto paisagista, vice-presidente da AAJBA).

São Tomé e Príncipe é um estado insular localizado no Golfo da Guiné, relativamente próximo das costas do Gabão, Guiné Equatorial, Camarões e Nigéria. É composto por duas ilhas principais (São Tomé e Ilha do Príncipe) e várias ilhotas, num total de 964 km2, com cerca de 160 mil habitantes. As ilhas de São Tomé e Príncipe estiveram desabitadas até 1470, quando os navegadores portugueses João de Santarém e Pedro Escobar as descobriram. Foi então, uma colónia de Portugal desde o século XV até sua independência em 1975. É um dos membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa Há uma herança arquitectónica considerável, sendo exemplos a fortaleza de São Sebastião, a catedral da Santa Sé (Igreja da Sé), o Palácio Presidencial, o Arquivo Histórico e outros tantos edifícios de inspiração barroca, a par das edificações associadas ao património agroindustrial das roças. A cultura santomense tem uma forte componente musical, os ritmos africanos misturam-se com a música portuguesa, criando um estilo único. O socopé é a dança mais popular, de uma a alegria contagiante!

”SãoTomé e Príncipe é um arquipélago com pouco mais de 500 anos de história, caracterizada pela alternância de ciclos produtivos de desenvolvimento humano com ciclos de estagnação, em que a natureza prospera e reocupa o território. O ciclo do café e do cacau não só colocou as “ilhas de chocolate” no topo do mundo, como contribuiu para o reforço dessa alternância, com as estruturas edificadas das roças a assumirem-se como um marco histórico de grande expressividade. ... o traçado das complexas estruturas edificadas encerra enorme valor, nomeadamente quanto à forma como se instalaram e penetraram no território acidentado e quanto à sua expressão arquitectónica, de grande sabedoria. Mais do que as singularidades e a riqueza desta ou daquela estrutura, porém, o impacto e a relevância das roças verificaram-se sobretudo no seu conjunto, enquanto rede que alicerçou um próspero ciclo produtivo. Além disso, as roças funcionaram como um importante motos de miscigenação racial. Tornaram-se verdadeiros símbolos que marcaram, e continuarão a marcar, a história do arquipélago, representando não apenas um legado arquitectónico, mas também um legado identitário e cultural. ... a roça é ainda hoje o principal factor de ordenação territorial e constitui o espaço de vivência e de trabalho da maioria das comunidades locais. A sua recuperação enquanto ícone de património agro-industrial goza de grandes potencialidades para o universo santomense, fazendo parte de um dos seus vastos recursos naturais e materiais e devendo ser identificada como tal. A reabilitação de infra-estruturas pré-existentes pode constituir a alavanca para a sua reinvenção e reconversão, promovendo a transição de um ciclo colonial para um ciclo cultural, conservando o carácter evolutivo da roça no seu programa ou função, através de projectos eco-turísticos ancorados na sua actividade agrícola. As roças constituem, sem sombra de dúvida, a herança mais profunda de São Tomé e Príncipe, que importa salvaguardar e proteger, a bem da cultura e mais concretamente do desenvolvimento futuro do arquipélago.”

“As Roças de São Tomé e Príncipe”, de Duarte Pape e Rodrigo Rebelo de Andrade (Tinta da China, 2013)


Programa 

Dia 1 | 10 MAIO (5.ªF) LISBOA / SÃO TOMÉ


  • Voo TAP TP 1529 com destino a São Tomé (09h45/16h55).
  • Recepção e transporte privado para o Hotel Omali e check-in.
  • Jantar na Cacau.
  • Transporte de regresso ao Hotel e alojamento.

 

Dia 2 | 11 MAIO (6.ªF) SÃO TOMÉ – Sul da Ilha

Pequeno-almoço no Hotel.
Visita de dia inteiro, ao longo da costa, rumo ao sul da ilha de São Tomé:

  • Boca do Inferno ("géiser" natural)
  • Roça de Água Izé, famosa por ter pertencido ao principal proprietário de origem negra
  • Roça de São João de Angolares para um almoço onde terá oportunidade de degustar uma variedade de especialidades São-Tomenses, segundo inspiração do "chef" João Carlos Silva, proprietário da Roça.
  • Praia Pesqueira e Cascata.
  • Paragem para observar o Pico do Cão Grande.
  • Roça Porto Alegre, a segunda maior propriedade da zona sul da ilha, implantada numa grande península bastante isolada
  • Praia Piscina e Praia Jalé, verdadeiro santuário ecológico, local de desova para as várias espécies de tartarugas presentes nestas ilhas.
  • Regresso ao Hotel. Jantar e alojamento.

 

Dia 3 | 12 MAIO (Sáb.) SÃO TOMÉ – Norte e Centro da Ilha

Pequeno almoço no Hotel.
Visita de dia inteiro:

  • Roça Agostinho Neto (Rio do Ouro), a maior roça de São Tomé. Visita ao Hospital e Casa da Administração com Jardim Botânico.
  • Continuação para visita ao centro da Ilha.
  • Almoço no Restaurante Almada Negreiros na
  • Roça Saudade, onde nasceu Almada Negreiros em 1893.
  • Regresso ao Hotel.
  • Jantar e alojamento.

 

Dia 4 | 13 MAIO (Dom) – SÃO TOMÉ / PRÍNCIPE

  • Pequeno almoço no Hotel.
  • Transporte privado para o Aeroporto
  • Voo STP Airways 8F 213 com destino à Ilha do Príncipe (13h00/13h35)
  • Recepção e transporte para o Hotel Bom Bom.
  • Check-in e tempo livre para desfrutar da praia e do resort.
  • Jantar e alojamento.

 

Dia 5 | 14 MAIO (2.ªF) PRÍNCIPE

  • Pequeno almoço no Hotel
  • Visita à Roça Sundy - projecto de turismo sustentável - para conhecer a sua história e arquitectura.
  • Passeio à Roça Paciência com visita guiada sobre o processo agrícola.
  • Almoço livre no Hotel ou na cidade e tempo para desfrutar da praia e do resort.
  • Jantar no resort e alojamento.



Dia 6 |15 MAIO (3.ªF) PRINCIPE / SÃO TOMÉ / LISBOA

  • Pequeno-almoço no Hotel.
  • Transporte privado para o Aeroporto.
  • Voo STP Airways 8F 212 com destino à Ilha de São Tomé (10h20/10h55).
  • Visita guiada pela cidade histórica: Museu Nacional no Forte de São Sebastião, Liceu Nacional e Cineteatro Marcelo da Veiga.
  • Almoço no Restaurante Filomar.
  • Visita à Fábrica de Chocolate Claudio Corallo.
  • Transporte privado para o Aeroporto de São Tomé.
  • Voo TAP TP 1528 com destino a Lisboa (com escala em Accra) 20h35/04h45. Refeição e noite a bordo.

 

Dia 7 | 16 MAIO (4.ªF) LISBOA


Chegada a Lisboa às 04h45.


Fim da Viagem

Viagem Cultural - São Tomé e Príncipe: À Descoberta das Roças: Arquitectura e Paisagem - 10 a 16 Maio 2018



PREÇOS:
  • Preço para Associado da AAJBA: 2.795,00 €*
  • Preço para não associado da AAJBA: 3.015,00 €*
  • Suplemento de quarto individual: 285,00 €

    * preços indicados são para um mínimo de 20 participantes.
    Nota: os preços e suplementos indicados foram calculados com base nos custos dos transportes e do combustível, de direitos, impostos, taxas e câmbios vigentes à data da impressão deste programa, estando sujeitos a alteração. Os preços mencionados incluem o Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) à taxa de 23% e são válidos para um mínimo de 15 participantes.


SERVIÇOS INCLUÍDOS NESTES PREÇOS:

  • Passagem aérea em classe económica para o percurso Lisboa / São Tomé / Lisboa em voos TAP;
  • Franquia de 1 peça de bagagem por pessoa com
    peso máximo de 23 kg;
  • Passagem aérea para o percurso São Tomé / Príncipe / São Tomé em voos STP Airways;
  • Franquia de 1 peça de bagagem porto pessoa com peso máximo de 15Kg;
  • Taxas de Aeroporto, segurança e combustível no valor de € 331,36 (voos TAP) e € 31,00 (voos STP);
  • Todos os Transferes Aeroporto / Hotel / Aeroporto, conforme itinerário;
  • Estada nos hotéis indicados (Hotel Omali em São Tomé e Hotel Bom Bom no Príncipe);
  • 3 Almoços conforme o itinerário (menus standard pré definidos e incluindo 1 Água + 1 bebida de cápsula ou 1⁄2 de vinho da casa);
  • 4 Jantares conforme o itinerário (menus standard pré definidos – excluindo bebidas);
  • 1 Jantar no Restaurante Cacau (bebidas incluídas: água + 1 bebida de cápsula ou 1⁄2 l de vinho da casa), com animação musical ao vivo e incluindo transferes;
  • Todas as visitas conforme itinerário;
  • Taxas hoteleiras, de serviço e IVA;
  • Seguro Multiviagens (* para o complemento de cancelamento ou interrupção da viagem favor considerar o suplemento de € 30,00 por pessoa);
  • Assistência pelos agentes locais;
  • Acompanhamento por guia local em todas as visitas mencionadas;
  • Acompanhamento por membro da Direcção da
    AAJBA.

SERVIÇOS NÃO INCLUÍDOS
  • Passaporte electrónico com validade mínima de 6 meses à data da partida (obrigatório);
  • Extras de carácter pessoal (bebidas às refeições e fora delas, refeições especiais, telefonemas, bar, lavandaria, visitas opcionais, etc.);
  • Taxa de embarque a pagar localmente (US$ 20,00 = +/- € 17,00) + taxas de conservação em São Tomé (€ 3,00 por pessoa/dia) e no Príncipe (€ 5,00 por pessoa/dia), a liquidar directamente;
  • Tudo o que não estiver especificado no presente
    programa de viagem.

INSCRIÇÕES E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO:
  • Inscrição mediante pagamento de um depósito não reembolsável* no valor de 40% até 7 de Fevereiro de 2018 (* salvo cancelamento da viagem por falta de
    inscrições
    ).
  • Pagamento do valor remanescente (60%) até 10 de Abril de 2018.

PAGAMENTOS:
  • Cheque à ordem de Associação dos Amigos do Jardim Botânico da Ajuda

  • Transferência bancária IBAN - PT50 0010 0000 2468 3460 0016 6 (BPI)



INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES:
  • Associação dos Amigos do Jardim Botânico da Ajuda (AAJBA)
    Jardim Botânico da Ajuda. Calçada da Ajuda, 1300-011 Lisboa. Portugal
    (GPS: N38°42'23.77" W9°12'8.75")
    tel: [+351] 213 620 527| telm: [+351] 915 989 259 | fax: [+351] 213 622 503 |
    web: www.aajba.com | e-mail: info@aajba.com



CONDIÇÕES DE VIAGEM:


NOTAS IMPORTANTES: O programa consiste numa Visita de Estudo
orientada e comentada por especialistas em arquitectura e paisagem e guias turísticos experientes, a lugares de interesse histórico, cultural, científico e natural, com o intuito de aumentar o conhecimento sobre jardins, parques, paisagens culturais e paisagens naturais, monumentos, museus, etc.

ORGANIZAÇÃO: A Organização Técnica da viagem foi realizada por Viagens Abreu, S.A.; | RNAVT 1702 | Capital Social €7.500.000. Sede: Praça da Trindade, 142, 4º 4000-539 Porto | Operador. Cons. Reg. Com. do Porto n.º 15809 | NIF 500 297 177. Website: www.abreu.pt

O Programa está sujeito às Condições Gerais das Viagens Abreu S.A.
Todos os horários de visitas e saídas do hotel/ restaurantes serão informados/confirmados localmente.
Poderão existir alterações às visitas/actividades programadas, no entanto, a existirem, estas alterações.

 





VIAGEM CULTURAL

VIAGEM CULTURAL À ESCÓCIA: AS PAISAGENS ÚNICAS DAS ILHAS HÉBRIDAS - 17 A 23 DE JUNHO 2018

O lucro desta viagem reverte para as obras de conservação/restauro do Jardim Botânico da Ajuda, sob coordenação técnica da AAJBA.


Este passeio às Ilhas Hébridas leva-nos a atravessar o país de Edimburgo até à costa Oeste da Escócia e dá-nos a oportunidade de visitar os locais mais emblemáticos das Ilhas Ocidentais. A nossa viagem revela-nos a grande beleza e diversidade muito especial de nove ilhas, incluindo quatro viagens de ferry. Os hotéis escolhidos são confortáveis e o programa dá-nos a sensação de participar numa verdadeira viagem de descoberta, que certamente permanecerá na nossa memória.

Viajamos para norte até Inverness onde ficamos uma noite, visitando no caminho o Explorers’ Gardens em Pitlochry, jardim dedicado à História das expedições escocesas pelo mundo. A caminho do porto de Ullapool visitamos ainda os notáveis Inverewe Gardens e Dundonnell House Garden. A travessia panorâmica de ferry leva-nos até Stornoway, a ‘capital’ das ilhas Hébridas Ocidentais. A partir da nossa base no Hotel Cabarfeidh, seguimos para explorar as paisagens ondulantes de Lewis, com visitas às notáveis Standing Stones de Callanish e ao Lewis Loom Centre. Segue-se uma viagem cativante em direção a sul através do magnífico cenário montanhoso de Harris, continuando de ferry para North Uist, onde seguimos por estradas que ligam as ilhas a Benbecula, a nossa base para as duas noites seguintes. Visitamos as ilhas de Eriskay, cuja história está ligada a Charles Edward Stuart, conhecido como ‘Bonnie Prince Charlie’; Vatersay com as suas fantásticas praias de areia branca, e Barra, onde estão incluídas visitas ao Castlebay Heritage Centre e a Cockleshell Beach, utilizada como aeroporto da ilha durante a maré baixa. A rota de regresso leva-nos de ferry para a Ilha de Skye, uma ilha romântica com as suas montanhas cobertas de bruma.

Destaques da viagem:

  • Quatro travessias panorâmicas de ferry
  • O aeroporto único de Cockleshell Beach
  • A paisagem megalítica de Callanish com 5000 anos de idade
  • A visão única das colinas cobertas de névoa enquanto percorre Skye

 

Programa 

Dia 1 | 17 JUNHO (DOMINGO) – LISBOA / EDIMBURGO / INVERNESS


Comparência no Aeroporto de Lisboa 2h00 antes da partida. Entrega das documentações e assistência nas formalidades de embarque. Partida com destino a Edimburgo, via Londres, em voos regulares da companhia aérea British Airways.

Voo BA 499   – Lisboa (LIS) /Londres (LHR) – 07h20/10h05.
Voo BA 1442 – Londres (LHR) /Edimburgo (EDI) –11h40/13h05.

Depois de recolher as bagagens, reunimo-nos com o nosso guia local e partimos de seguida para norte em direção a Inverness, com uma paragem no caminho para visitar o Explorer’s Garden.

Este importante jardim com vistas panorâmicas é um tributo à história de cerca de 120 exploradores e colecionadores escoceses. Neste jardim os colecionadores, as plantas e os países onde foram recolhidas, estão reunidos em áreas diversas. Os colecionadores e as regiões de origem das plantas são temas que constantemente se repetem e entrelaçam no desenho do jardim numa forma inovadora e imaginativa. Mais do que um jardim, é um lugar concebido de forma a permitir uma inesperada viagem à volta do mundo.

Jantar e alojamento no hotelBest Western Inverness Palace Hotel & Spa, em Inverness.

 

Dia 2 | 18 JUNHO (SEGUNDA-FEIRA ) – INVERNESS / ULLAPOOL / LEWIS


Após o pequeno-almoço, partimos com o nosso guia local até aos Inverewe Gardens, sem dúvida um dos mais notáveis jardins deste país. O caminho para Inverewe oferece-nos vistas espetaculares sobre as paisagens montanhosas da ilha – a vista sobre Gruinard Bay é inacreditável. Embora os jardins famosos nem sempre correspondam à sua reputação, será difícil alguém não ficar rendido às belas cores do Verão em Inverness. O clima temperado da Corrente do Golfo promove um crescimento luxuriante e hoje os jardins oferecem uma vegetação densa, com árvores e arbustos exóticos, em caminhos que serpenteiam por entre a flora, com vislumbres imprevistos de água através da folhagem. Almoço livre.

Continuamos com uma visita ao Dundonnell House Garden. A construção desta casa foi concluída em 1769, pela família Mackenzie de Dundonnell, que aí habitou até à década de 1940. Desde então, teve vários proprietários, incluindo o falecido Alan Roger, de quem correm rumores que faria parte do MI5 - mas sabe-se simplesmente que era um apaixonado por plantas e especialista em bonsais.  A atual proprietária, Lady Rice, acrescentou canteiros de flores, profusamente coloridos durante todo o ano, em redor de um magnífico teixo com mais de 300 anos. A parte principal do jardim está dentro de muros muito antigos e dividida em compartimentos distintos, sendo este um dos aspectos mais interessantes do jardim. Outros destaques incluem os passeios pelo elegante arboreto junto ao rio, e a restaurada estufa em estilo vitoriano.

Seguimos depois para Ullapool a tempo de apanhar ao fim da tarde o ferry para Stornoway, que demora aproximadamente 2 horas e 30 minutos. O jantar será servido a bordo. Após a chegada à ilha de Lewis faremos uma curta viagem até ao Carbarfeidh Hotel.

Distribuição de quartos e alojamento.

 

Dia 3 | 19 JUNHO (TERÇA-FEIRA) – LEWIS


Depois do pequeno-almoço, vamos até ao Lewis Loom Centre, onde esperamos ter uma visita guiada e uma palestra sobre a história do Harris Tweed. Almoço livre.
À tarde, seguimos para a costa oeste de Lewis para uma visita ao jardim privado de Leathad Ard. O jardim evoluiu nos últimos 30 anos à medida que os proprietários o foram desenvolvendo e acrescentando. Alguns lugares do jardim estão protegidos do vento pelas altas sebes que os cercam, enquanto outros são caracterizados por canteiros elevados, para uma melhor drenagem. Deste modo o traçado oferece uma variedade de lugares e habitats para explorar, proporcionando uma diversidade de plantas, num gosto eclético, com algo interessante para apreciar ao longo do ano.

Continuamos para uma visita às Standing Stones de Callanish, com 5.000 anos de idade. Inquestionavelmente a antiguidade mais notável das Ilhas Ocidentais. Esta coleção de quase 50 pedras que formam uma avenida megalítica bem marcada, composta por 19 monólitos, termina num círculo de 13 pedras, com um grande moledro no centro. A entrada no Centro de Interpretação está incluída.

Regresso ao hotel onde jantamos.


 

Dia 4 | 2 NOVEMBRO (5.ªF) - CÓRDOBA / GRANADA


Após o pequeno-almoço no hotel, saímos para sul em direção à ilha de Harris que, contrastando com as paisagens ondulantes de Lewis, é mais montanhosa. Poderemos apreciar essa paisagem poucos minutos depois de entrar na região de Harris, com uma magnífica vista à direita sobre as montanhas, à medida que a estrada sobe a colina. Seguiremos ao longo da costa, onde será possível apreciar as vistas espetaculares, incluindo a ilha de Taransay onde foi filmado Castaway. Continuando para o sul de Harris, visitamos St. Clement’s Church em Rodel, construída no século XVI por Alasdair Crotach, oitavo chefe dos Macleods de Harris e Dun Bheagan, sobre uma estrutura mais antiga. Os túmulos da igreja estão entre os mais espetaculares da Escócia.

Ao início da tarde, aproximadamente às 14h45, apanhamos o ferry de Leverburgh para Berneray em North Uist e continuamos por uma série de viadutos na direção de Benbecula, região que separa North Uist de South Uist, por isso chamada ‘the stepping stone’ entre os Uist, prestando atenção às lontras marinhas durante a viagem.

Distribuição de quartos, jantar e alojamento no Isle of Benbecula House Hotel, onde permanecemos durante as duas noites seguintes

 

Dia 5 | 21 junho (Quinta-Feira) – BENBECULA/ ERISKAY/ BARRA/ VATERSAY


Após o pequeno-almoço tipicamente escocês, partimos cedo para a ilha de Barra, atravessando a pequena ilha de Eriskay, apenas três milhas de comprimento e duas de largura, cuja grande praia Prince Charlie’s Bay deve o seu nome ao desembarque do pretendente ao trono, Bonnie Prince Charlie, em julho de 1745. A partir de Eriskay, apanhamos um ferry para uma travessia curta até à Barra e damos uma volta pela ilha, incluindo uma visita de barco a Kisimul Castle, o único castelo medieval que resta nas ilhas Hébridas e sede do clã MacNeil. O castelo tem um grande hall, cozinha, capela, masmorras, uma torre de 60 pés, e uma loja.

Ainda na ilha de Barra, visitamos a Cockleshell Beach, uma pista de aterragem singular, governada pelas marés. Perto da pista, poderemos vislumbrar à esquerda a antiga casa de Sir Compton Mackenzie, o autor de ‘Whisky Galore’, que ficou para sempre associado a esta ilha. Visitamos de seguida a ilha vizinha, Vatersay, onde decorreram as filmagens da adaptação deste famoso livro. No decurso do nosso passeio de hoje, esperamos poder ver centenas de flores selvagens que crescem na ilha, especialmente na ‘machair’ - pastagens férteis entre as ‘moorlands’ e o mar. Regressamos no ferry de Eriskay e continuamos até ao nosso hotel.

Jantar e alojamento.




Dia 6 | 22 JUNHO (SEXTA-FEIRA) – BENBECULA/ SKYE/ EDIMBURGO


De manhã, depois do pequeno almoço, fazemos o check-out do hotel e apanhamos o ferry das 11h45 de Lochmaddy em North Uist para Uig em Skye. À chegada a Skye, pelas 13h30, percorremos a ilha, apreciando as vistas das colinas de Cuillin, cujos picos irregulares estão geralmente envoltos em neblina, e atravessamos novamente para o continente pela ponte de Skye. Regressamos a Edimburgo, passando por Glencoe, Loch Lomond & Trossachs National Park, fazendo uma paragem no caminho para descanso e refeição (não incluída).

Chegada ao hotel em Edimburgh, distribuição de quartos e alojamento


 

Dia 7 | 23 JUNHO (SÁBADO) – EDIMBURGO/ GLASGOW/ LISBOA


Depois do pequeno almoço, e do check-out do hotel,  seguimos com o nosso guia e com a bagagem, para uma visita panorâmica de Edimburgo, no autocarro que nos levará mais tarde ao aeroporto. Tempo livre para compras e refeição ligeira, (não incluída). À hora e no local acordado, retomamos o nosso transporte para o aeroporto de Edimburgo.

Assistência nas formalidades de embarque e partida com destino a Lisboa, via Londres.

Voo BA 1455 – Edimburgo (EDI) / Londres (LHR) - 17h30 18h55
Voo BA   504 - Londres (LHR) / Lisboa (LIS) - 20h25 23h10

Formalidades de desembarque.



Fim da Viagem

VIAGEM CULTURAL À ESCÓCIA: AS PAISAGENS ÚNICAS DAS ILHAS HÉBRIDAS DE 17 A 23 DE JUNHO 2018



PREÇOS:
  • Preço para Associado da AAJBA: 1785 €
  • Preço para não associado da AAJBA: 1825 €
  • Suplemento de quarto individual: 285 €
  • Opcional: apólice complementar de cancelamento e interrupção da viagem - 30€

    * preços indicados são para um mínimo de 20 participantes. Os preços estão sujeitos a alterações se o grupo for menor, haverá um aumento variável a indicar pelo operador.

SERVIÇOS INCLUÍDOS NESTES PREÇOS:

  • Assistência em Lisboa durante as formalidades de embarque;
  • Passagem aérea em classe turística para o percurso mencionado no itinerário;
  • Taxas de Aeroporto, combustível e segurança no valor de 82,46€ – sujeito a alteração até à emissão dos bilhetes;
  • Franquia de 1 peça de bagagem de porão (máx. 23 Kg e 158 cm de dimensão) + 1 peça de bagagem de cabine (máx. 12kg e 55cmX35cmX25cm de dimensão);
  • Transporte em autopullman privado e 4 travessias de ferry
  • Estada nos Hotéis indicados ou similares com pequeno almoço incluído, e com WC privativo: uma noite Best Western Inverness Palace Hotel and Spa, em Invernes; duas noites no Cabarfeidh Hotel, em Stornoway; duas noites no Isle of Benbecula House Hotel; uma noite num hotel a informar com o mínimo de 3 estrelas, em Edinburgh.
  • Visitas a: Explorer’s Garden; Inverewe Gardens; Dundonnell House Garden; Lewis Loom Centre; Leathad Ard Garden; Standing Stones of Callanish; St Clement’s Church; Kisimul Castle; Cockeshell Beach e Vatersay. Visita panorâmica a Edinburgh;
  • Seguro Multiviagens;
  • Acompanhamento e assistência, em inglês, por um guia da Brightwater Holidays, durante toda a viagem;
  • Viagem acompanhada por Ana Maria Lory, vogal do Conselho Fiscal da AAJBA.

SERVIÇOS NÃO INCLUÍDOS
  • Gratificações, refeições não mencionadas, bebidas, telefonemas, lavandaria, visitas opcionais, etc.;
  • Tudo o que não estiver especificado como incluído no programa.

INSCRIÇÕES E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO:
  • O prazo limite para as inscrições será 28 de dezembro 2017 (atenção: inscrições limitadas à capacidade dos lugares bloqueados nos voos).
  • Inscrições confirmadas mediante pagamento de um depósito não reembolsável de 450 € até 28 de dezembro de 2017

Modalidade de pagamento em três prestações:

  • pagamento de um depósito não reembolsável de 450€ no ato da inscrição, até 28 de dezembro de 2017;
  • pagamento de 750, até 28 de fevereiro de 2018;
  • remanescente até dia 27 de abril de 2018.

PAGAMENTOS:
  • Cheque à ordem de Associação dos Amigos do Jardim Botânico da Ajuda

  • Transferência bancária IBAN - PT50 0010 0000 2468 3460 0016 6 (BPI)



INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES:
  • Associação dos Amigos do Jardim Botânico da Ajuda (AAJBA)
    Jardim Botânico da Ajuda. Calçada da Ajuda, 1300-011 Lisboa. Portugal
    (GPS: N38°42'23.77" W9°12'8.75")
    tel: [+351] 213 620 527| telm: [+351] 915 989 259 | fax: [+351] 213 622 503 |
    web: www.aajba.com | e-mail: info@aajba.com



CONDIÇÕES DE VIAGEM:


NOTAS IMPORTANTES: Os preços das viagens e suplementos indicados neste programa foram calculados com base no câmbio e nos custos dos transportes e do combustível, de direitos, impostos, taxas e câmbios vigentes à data da impressão deste programa, estando sujeitos a alteração. Os preços mencionados incluem o Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) à taxa de 23% e são válidos para um mínimo de 20 participantes.

ORGANIZAÇÃO: A Organização Técnica da viagem foi realizada por Viagens Abreu, S.A.; | RNAVT 1702 | Capital Social €7.500.000. Sede: Praça da Trindade, 142, 4º 4000-539 Porto | Operador. Cons. Reg. Com. do Porto n.º 15809 | NIF 500 297 177. Website: www.abreu.pt




  
dummy